Sondagem à Percussão (SPT)

  • Home
  • Sondagem à Percussão (SPT)
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Um dos mais tradicionais procedimentos de investigação geotécnica, a Sondagem a Percussão (SPT – Standard Penetration Test) é realizada pela Geositu conforme a norma ABNT NBR-6484 – Solo – Sondagens de Simples Reconhecimento – SPT. O método consiste em obter a resistência à penetração a cada metro e informações como nível do lençol freático (ou seja, o nível d’água), espessura das camadas e tipos de solo, e interferências durante sua execução. A partir deste ensaio, é possível determinar a capacidade de carga das diferentes camadas do subsolo, além de aferir, pelo número de golpes, a compacidade e a consistência dos solos arenosos e/ou argilosos.

Quer saber mais sobre os nossos serviços? Ligue para a gente e teremos prazer em atendê-lo!

Para que serve a Sondagem à Percussão (SPT)?

A partir da Sondagem à Percussão e seus resultados, é possível, por exemplo, determinar com precisão o tipo de fundação necessária à cada empreendimento, tais como predial, estabilização de taludes, encostas e obras de terra. Via de regra, este é o primeiro ensaio solicitado e realizado diante da necessidade de determinar parâmetros de resistência à penetração, nível do lençol freático e o perfil geológico do subsolo. Caso apresente resultados pouco consistentes, pode demandar a realização de uma nova campanha de ensaios, que sejam mais específicos para a determinação das soluções.

Sondagem à Percussão e Sondagem à Percussão com Torque (SPT/SPT-T) passo a passo

Para iniciar a execução das Sondagens à Percussão (SPT), seguimos as orientações fornecidas pelo cliente, seja pessoa física, projetista, calculista ou consultor de solos. Levando em consideração o tipo de terreno, topografia e a obra a ser executada, o responsável pela demanda deverá passar todos os critérios de localização e paralisação (profundidade) das sondagens; caso contrário, deve-se obedecer à norma.

A boa locação das sondagens é de extrema importância para que a obra fique cercada de informações relevantes e consistentes que viabilizem os cálculos corretos da fundação. Ela pode ser fornecida por meio de croquis ou projetos e tem o respaldo da equipe Geositu, que está devidamente preparada para fornecer orientações em relação ao processo.

Feito isso, para dar início à Sondagem SPT, um tripé (ou torre) com cerca de cinco metros de altura é montado sobre os pontos de sondagem pré-definidos. Primeiramente, colhe-se a amostra (zero) do solo e, em seguida, tem início a escavação com trado manual.

As medições são feitas por uma haste inserida no furo de sondagem (nos pontos previamente determinados) e demarcada com três trechos de 15 centímetros (somando um total de 45 centímetros). Com uma roldana, operada manualmente, aplica-se a energia do peso batente de 65 kg em queda livre, com uma altura de 75 centímetros, na parte superior da haste – de forma que a mesma comece a penetrar o solo e a recolher amostras por meio de um amostrador Terzaghi & Peck (padrão) acoplado na sua parte inferior.

Nesta primeira etapa, despreza-se os primeiros 15 centímetros e considera-se apenas os últimos 30 centímetros de penetração, chamados de (Nspt), para a produção do relatório geotécnico. Assim sendo, o processo continua para os metros subsequentes, sempre de 15 em 15 centímetros, até que o amostrador penetre 45 centímetros do solo.

Com um trado cavadeira ou helicoidal, continua-se a perfuração até que se atinja o lençol freático (nível d’água). Ou, se após dez minutos de operação, a profundidade alcançada for inferior a 5 cm, o método de perfuração é alterado para a circulação de água (lavagem).

Este ensaio é interrompido apenas quando atinge o impenetrável ou quando alcançar o critério técnico preestabelecido pelo cliente.

A cada batida do peso, a equipe de profissionais da Geositu registra as informações obtidas em cada camada do solo, além de colher e catalogar as devidas amostras. Essas informações são encaminhadas para profissionais especializados que, assim, geram um relatório do perfil geológico-geotécnico completo que revela precisamente todas as informações necessárias ao cálculo da fundação.

  • Service Slider
  • Service Slider
  • Service Slider
  • Service Slider
  • Service Slider
  • Service Slider
  • Service Slider
  • Service Slider
  • Service Slider
  • Service Slider

Sondagem à Percussão com Torque (SPT-T)

O Ensaio de Sondagem à Percussão com Torque (SPT-T) é similar ao SPT, mas, neste caso, mede-se também o atrito lateral do solo. Para isso, a cabeça de bater da haste é substituída por um adaptador de torque, que, por meio de um torquímetro, apresenta leituras do torque máximo e residual encontrado no subsolo.

O que é um relatório de Sondagem SPT e SPT-T?

Durante a Sondagem à Percussão (SPT) e a Sondagem à Percussão com Torque (SPT-T) são coletadas amostras a cada metro de subsolo penetrado. Essas amostras são armazenadas, catalogadas e enviadas ao laboratório, onde serão analisadas tátil e visualmente por uma equipe de geólogos.

Os relatórios gerados por essa análise possibilitam a caracterização detalhada do solo, revelando, por exemplo: resistência à penetração (SPT), nível d’água, espessura das camadas e interpretação geológica, bem como a consistência e compacidade, entre outras informações.

Esse mesmo documento apresenta, ainda, a planta do terreno em que será erguido o empreendimento, a posição precisa de todos os pontos de sondagem e os resultados obtidos individualmente em cada um desses pontos.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.